O local de moradia é uma utopia de se estabelecer qualidades a existência que move a todos, seja de forma legal ou não, seja rico, ou seja, pobre.

O Instituto FAVELARTE foi criado em 2010, a partir do sonho de moradores do Morro da Providência e entorno que eram ativistas sociais, já desenvolvendo ações sociais, políticas, de cultura e arte.

Nasceu da idéia do Fotografo Mauricio Hora, morador do bairro Portuário do Santo Cristo, nascido e criado no Morro da Providência , filho de trabalhador portuário, que tornou-se fotógrafo com nome internacional e que entende que há a formas de superar a exclusão social, através da educação, da cultura e da arte.

A articulação de diversos atores sociais conformou o Instituto FAVELARTE que em seus anos de atuação, vem promovendo Direitos Humanos, com a preocupação de resgate da auto estima, construção de uma identidade positiva e a promoção da voz dos moradores de comunidades; através do resgate da história, dos costumes, das práticas artístico culturais, da religiosidade, de ações de qualificação profissional e geração de renda, incentivando o direito à cidadania.

Missão
Fomentar o desenvolvimento humano, social e econômico das comunidades de baixa renda.

Objetivo
Promoção de Direitos Humanos, tendo como interfaces a cultura e a memória social e como ferramentas a arte e a comunicação.

Estrutura
O Instituto Favelarte tem 2 núcleos de atuação:
• Casa Amarela - situada na Ladeira do Barroso nº 226, no Morro da Providência.

Neste núcleo são realizadas atividades voltadas á educação complementar de crianças e adolescentes e atividades culturais dirigida
à comunidade.

• Espaço Cultural Maurício Hora - localizado na Rua Pedro Ernesto n°61, 1° andar, Gamboa.

Neste núcleo são realizadas ações de profissionalização e geração de renda e exposições de artes visuais.