“A mobilização da imprensa de fora do país é importante. Estão acabando com a história.” MAURÍCIO HORA, FOTÓGRAFO

Aniversário do Morro da Favela

Realizado desde 1997 por lideranças comunitárias, com apoio e incentivo do Instituto Favelarte, com mostras de Arte, palestras, shows, etc.

Seu objetivo  é o fortalecimento da identidade cultural, a apropriação histórica e  o sentimento de pertença a esse espaço geográfico, bem como a identificação e compreensão desse patrimônio imaterial simbólico que é a história da comunidade, de sua luta e de sua gente.

Em 2014, no aniversário do Morro da Favela, que acontece em novembro, serão realizadas mostras, palestras, com artistas diversos, além de shows e intervenções artísticas diversas que visam tornar o Morro da Providência em uma grande galeria de arte a céu aberto.

Atualmente estamos em busca de patrocínio e apoio para realização deste Evento.

 

Morro da Favela, Providência de Canudos

Este projeto foi iniciado em 2013, com apoio da Fundação Ford para sua primeira etapa, que constou com um trabalho de pesquisa e fotografia realizado  em Canudos e no Morro da Providência.

Seu objetivo é mostrar, a partir de um ensaio fotográfico, os paralelos existentes entre a história da Guerra de Canudos e o processo de povoamento do Morro da Providência, primeira favela brasileira, localizada na zona portuária do Rio de Janeiro. Contamos com o apoio da Fundação Ford para a 1{ etapa do projeto.

A segunda etapa do projeto é uma exposição fotográfica sobre este trabalho. A terceira etapa é a produção de um livro abordando os percursos da pesquisa e o resultado da exposição. Para estas duas etapas estamos em busca de Apoio e Patrocínio.

 

Escolas da Região Portuária, uma história contada por seus alunos

Este projeto  tem como objetivo qualificar alunos de Escolas da Região Portuária na Arte do Curta Metragem, realizando também com eles uma pesquisa sobre a história da Educação e das Escolas da Região.

Atualmente estamos em busca de patrocínio e/ou apoio, para sua execução.

 

Trabalhadores do Porto em livro

No dia 1º  de Maio de 2010, dia do trabalho, Catraieiros, estivadores e arrumadores  foram alguns dos protagonistas da exposição fotográfica: “Trabalhadores do Porto”, de Maurício Hora,  que ilustraram  colunas, fachadas de armazéns e silos, como  galeria  da Zona Portuária. Fotos foram tiradas desta exposição.

Não conseguimos confeccionar um livro com as fotos da exposição; assim como as fotos tiradas da exposição e a história destes trabalhadores do Porto, que era um de nossos objetivos com a exposição.

Atualmente estamos em busca de patrocínio, para sua execução.

 

Historia da Região Portuária  como ferramenta Pedagógica e Estética

A História de formação da Cidade do Rio de Janeiro, priorizando o nascimento do conceito Favela, como expediente habitacional dos mais pobres; A matriz do Quilombo Pedra do Sal e a Pequena África que o legitima; o Porto do Rio de Janeiro, provedor de riqueza das elites econômicas e espaço de trabalho dos excluídos; O aparecimento das diversas matrizes étnico-culturais, demandas da colonização e do trafico negreiro no espaço da Região Portuária Carioca; Os templos católicos, a resistência das religiosidades africanas entre a oralidade das casas de santo e o sincretismo nas irmandades; A revitalização Portuária de hoje e as diversas intervenções ao longo do processo histórico local o que produziram e transformaram, são os temas para este projeto.         

Seu objetivo é formar e informar a professores e alunos das Escolas da Região Portuária sobre sua história.

Atualmente estamos em busca de patrocínio e/ou apoio, para sua execução

 

Workshop - “do MAR a Favela passando pelo Quilombo”

Este worshop pretende fazer uma abordagem histórica da região portuária e seu contexto sócio-político,  tendo como objetivo possibilitar ao participante a possibilidade de construir idéias novas de como proceder em áreas de geografia acidentada, de conflito e em que existem grandes contrastes sociais.

Como se portar, se relacionar, abordar e fotografar os personagens e cenários desse ambiente complexo com ênfase na fotografia de arquitetura e urbanística e a fotografia como ferramenta de desenvolvimento social são os conteúdos desse worshop.

Ele é realizado em 3 dias, tendo como cenário o  Morro da Providência, o Morro da Conceição e o Morro da Pinto. Administrados pelo professor de história Luiz Torres e pelo fotógrafo Maurício Hora.

Ele é destinado a qualquer um que queira saber mais sobre esse assunto, estudantes, educadores, assistentes sociais e pesquisadores em geral.

Atualmente estamos em busca de apoio, e/ou patrocínio, para sua execução; assim como faremos em breve inscrições diretamente ao público interessado, através do Instituto Favelarte.

 

Quilombo Pedra do Sal – história viva da região Portuária

A Comunidade Remanescente do Quilombo Pedra do Sal está localizada no bairro da Saúde, Zona Portuária da Cidade do Rio de Janeiro.

Esta comunidade é depositária da memória de uma das histórias mais lindas que a cidade do Rio de Janeiro tem para contar, envolvendo a formação de todo um complexo de atividades no entorno do mercado de escravos e de sal, envolvendo o corte da Pedra do Sal para a construção da rua Sacadura Cabral, a construção e operação do porto do Rio (tudo isto obra dos escravos e de seus sucessores livres), o antigo rancho carnavalesco, o surgimento do samba com figuras de expressão nacional como Donga e João da Baiana, o candomblé e o bloco carnavalesco Afoxé Filhos de Gandhi.
Este projeto visa a compilação dessa história com fotos artísticas e  documentais contemporâneas, através de um livro, um livro em quadrinhos e um filme curta-metragem.

Atualmente estamos em busca de patrocínio, para sua execução.